On the Nanquim: Superior

banner Se você e fã de quadrinhos ao menos uma vez já sonhou em ter algum tipo de super poder, seja algo perigoso, como controlar a gravida, útil, como se teleportar para não chegar atrasado(a), ou… pervertido, como ver a roupa intima de alguém com visão de raio-x. Sei bem que já pensou nisso. Porém, o jovem Simon, apesar de ser um grande fã de super heróis, tem como seu maior desejo voltar a andar. Agora imagine a alegria do garoto quando ele não so consegue ficar em pé, mas correr, voar, usar visão de calor e até mesmo levantar objetos de peso absurdo! Superior 002 (2011) (Digital) (Zone-Empire).cbr-Superior 002-023 Da noite para o dia, graças ao macaco espacial Ormon (acredite, isso é importante), Simon se transformou por completo no herói Superior, um antigo ícone do cinema que possui os mesmos poderes do homem de aço. Isso acaba gerando alguns problemas para o autor Tad Scoot, responsável pelo papel de Superior nas telonas. O estúdio decide fechar as portas com medo de ser processado, o que leva ao afastamento do ator, que vinha sendo perseguido incessantemente pela mídia. Superior 001 (2010) (Digital) (Zone-Empire).cbr-Superior 001-016 A única repórter que parece não ter interesse nele e a ambiciosa Madeline Knox, que fara de tudo para descobrir os segredos do herói em busca de fama. Para fechar os personagens temos Chris, o melhor amigo de Simon, e Sharpie, um garoto que vem transformando a vida escolar de nosso herói em um inferno. Parece uma trama simples, bem clichê, quase que incorporando um Shazam 2.0, com o diferencial de que não existem super vilões e um garoto paraplégico de aparentemente 12 anos está preso dentro do corpo do ser mais poderoso da terra, perseguido pela mídia e tendo de lidar com responsabilidades com as quais nenhum humano jamais sonhou. Superior 005 (2011) (Digital) (Zone-Empire).cbr-Superior 005-010 Junte isso ao fato de que seus poderes vão durar apenas uma semana, assim atiçando a vontade de se fazer o que e certo o maios rápido possível. E quando chegar o dia fatídico de voltar a cadeira de rodas, o ser espacial retornara mais uma vez para então revelar a verdadeira trama da história. Contamos com um início bem simples, nos lembrando com uma tremenda nostalgia esse desejo antigo de vestir a capa sair por ai lutando por um mundo melhor em grande escala. Na metade da trama o quadrinho se mostra mais maduro ao apresentar temas políticos e humanitários, para então no final descobrirmos a grande e tenebrosa verdade em meio a uma enchente de ação e drama. Superior 006 (2011) (Digital) (Zone-Empire).cbr-Superior 006-021 Esqueça Kick-ass, Superior e sem dúvida a melhor obra de Mark Millar.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 29/01/2015, em On the Nanquim e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Como homenagem a história funciona bem, esse tipo de homenagem acho muito legal. O Millar World me causa meio que opiniões conflituosas, ao mesmo tempo que acho legal o cara criar suas histórias no seu próprio universo eu também acho presunçosa a ideia de alguém como o Millar ter um próprio universo, não parece merecedor. Continuo achando Os Supremos e OldMan Logan as melhores coisas que li dele.

    Curtir

    • Nossa, esqueci mesmo de falar da homenagem. Quanto ao universo, ele começou com isso a pouco tempo. Ainda não li nenhuma historia que tivesse relação, nem mesmo cameo.

      Eu fico um pouco chateado com isso de historias interligadas. Não por Millar não merecer, sou indiferente a isso. Mas por detestar esse conceito. Sempre que vejo essa junção de personagens eu paro de ler por não conseguir acompanhar todos os HQs. Foi assim com guerra civil, que por coincidência ele escreveu.

      Não li Supremos nem Old Man Logan por não achar a venda, não que eu tenha procurado incessantemente. Certamente tem em algum lugar. Talvez eu não devesse assumir que é o melhor trabalho dele. So quis enfatizar que é melhor que kick-ass, a obra pela qual ele é comumente reconhecido.

      Curtir

      • Não sou o maior fã de gibi com um monte de personagem e prefiro coisas fechadas mas gosto dessa coexistência entre mundos e personagens. Aconteceu exatamente a mesma coisa comigo em relação a Guerra Civil, depois de um tempo acabei lendo só a série principal e um resumo pra fechar.

        Você acha essas histórias nos encadernados da Salvat e que tem à venda na Livraria Cultura (no caso dos Supremos recomendo a versão da Panini que é mais em conta virtuais e é facinho de achar nas lojas virtuais com desconto).

        Os quadrinhos do Millar são todos similares, todos parecem um filme de ação cheio de explosões e frase de feito. Foi mal, presumi que você tinha lido esses também mas desde já recomendo pois são as melhores obras dele e realmente valem a pena.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: