On the Screen: Kill la Kill

kill
Enfim assisti essa que foi uma das obras mais comentadas de 2014, e logo pude perceber o porquê disso. O anime tenta agradar um público alvo muito amplo, porem ao invés de falhar miseravelmente mantem uma qualidade estável.

Comecemos com a premissa. Uma jovem e transferida para uma escola dominada por um conselho estudantil do mal é agora deve enfrentá-los usando seu uniforme de marinheira e uma lamina gigante, pois só assim conseguira respostas sobre o assassinato de seu pai.

05

Temos ai uma mistura de vários clichês clássicos, mais voltados para o shounen, os quais se diferenciam pela criatividade empregada. Porque não usar um sistema de castas ou uma tesoura como arma? A verdade é que em Kill la Kill tudo se torna valido.

Aquilo que começa como um anime de “batalha do dia” rapidamente se transforma em uma bola de neve gigante que vai adicionando a sua massa tudo aquilo que tem saturado a indústria japonesa.

03

Essa esfera então se choca contra a tela da forma mais exagerada possível é entrega ao telespectador todo esplendor e gloria dos clássicos de ação ao mesmo tempo em que os parodia.

Mas será que é certo supor isso? A Trigger poderia muito bem estar apenas tentando embarcar no time vencedor, fazendo heróis apanharem em nível masoquista ao mesmo tempo que a câmera se movimenta pelas curvas da protagonista.

04

Temos muitos exemplos no mercado de como isso gera retorno, porem devo lembra-los de quem estamos falando. Esses caras criaram obras como Dead Leaves e Panty & Stocking antes de embarcarem nessa nova empreitada.

Se tem algo ao qual devo realmente reclamar essa seria a animação. Contradizendo a opinião de muitos eu não acho que o visual esteja isento de falhas, pelo contrário. Muitas obras usam um certo artificio para cortar gastos ao mostrar cenas rápidas.

06

Você certamente já viu diversos posts internet a fora reclamando de como One Piece ou Naruto, enfim, os mainstreans, possuem cenas onde os personagens se distorcem de forma exagerada.

Muitas vezes esses textos são construídos por fãs que acharam um absurdo pausar o anime e visualizar tamanha falta de respeito dos animadores (sarcasmo). O problema não se encontra ai, e sim quando isto e perceptível durante a exibição ininterrupta.

02

Uma ou duas vezes ainda dá pra relevar, porem isso se torna uma constante nesse título. Muito bem, protejam esse masterpiece, digam que foi intencional, não mudara minha opinião, mas visto sobre o que estamos falando é um argumento valido.

Tirando esse pequeno incomodo este se mostrou um anime solido, com aspectos muito interessantes e acima de tudo divertido e empolgante. Um must watch para fãs de animes de ação.

kill la kill.jpg

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 03/04/2015, em On the Screen e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: