Escrever (e outras coisas) hoje

tv
Então de repente, decido escrever a crônica para o blog — tal qual um operário cumprindo seu trabalho, pois não existe lampejo de inspiração. Logo minha irmã ou qualquer outra pessoa na casa que não tem outro passatempo se não este, liga a televisão e deixa-a ligada, sem nem sequer pousar os olhos no aparelho pelos cinco minutos iniciais! E é aí, com o barulho, o ruído, o volume desnecessariamente alto da TV, na maioria das vezes em programas de estirpe intelectual baixíssima, que começa o meu pesadelo.

Alguns pensam que antes da máquina de escrever, a atividade em si era difícil, árdua, e hoje é simples… Enquanto eu, dado que preciso dele para “trabalhar”, estou a beira de pagar o silêncio com dinheiro.

Outro dia comentei com minha mãe sobre desfazermos da televisão que há no quarto. Sugerira que era melhor pois não assisto televisão e dificilmente assistirei; ela, quando assiste, é somente como remédio para a insônia. Conforme minha irmã nasceu lá pelos cafundés dos anos 80, que nem é tanto tempo assim, imagino que a TV, principalmente a de cores, foi uma novidade estupenda para a época; a maravilha que causou e, sobretudo, lhe causou, na época, reverbera até hoje, refletindo na sua escolha da televisão entre incontáveis opções de passatempo.

Eu e os demais que nasceram na década de 90 ou até depois, não identificamos a TV como o tesouro que minha irmã e outros enxergam. As tecnologias de que disponibilizamos nos provê mais utilidade e praticidade, é patente no nosso tempo. Contudo, não há dúvida: com a televisão absorvo notícias e informações bem mais condensadas que na internet. Porém é só a isto que ela serve hoje em dia e nada mais: informar.

Entretenimento? Existe uma infinidade na web, coisas que até Deus duvida — e eu duvido — da natureza humana de alguns por gostar de certos tipos de humor, situações etc.

E não importa a origem do entretenimento. Seja de televisão, internet, qualquer coisa que pode atrapalhar, escrever nunca foi tão difícil como hoje em dia; não só escrever, mas qualquer trabalho que exija um bom amontoado de concentração.

Anúncios

Sobre Sancarmo

Todas essas coisas, por enquanto só amadoramente: tradutor, escritor, roteirista e crítico.

Publicado em 01/11/2015, em Crônica e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: