Comida do passado

Comida do passado
Já dizia o meu professor de história há muito tempo: o que não muda está morto. E a comida do congelador é como um gato de Schrödinger: viva porque tende à própria morte, o apodrecimento, e morta porque, afinal, é o pedaço de um animal morto. Mas tal como um gato que está morto e vivo, ou vivo e morto, não sei que estado em que ela está no momento que escrevo isto. Pergunto-a, mas ela é muda. Ouço só o som da entidade a que chamam de frio, um zumbido na verdade que se trata do compressor. A comida está parada no seu canto, congelada, como um gelo. Mas quem para, para em algum lugar, e se parada ela está, parada exatamente onde? No espaço, óbvio. Mas só no espaço?

Temo que em todas as casas brasileiras exista essas geladeiras com congeladores ou refrigerador, tanto me faz como chamam noutros lugares. Refrigerador é o que expressa, refrigera. E não me venha com refrigerante que gera dor pois aqui não é piadaria. A coisa é mais séria que se pensa. Os químicos dizem que as células quando congelam param de se movimentar. Eu, por outro lado, vou além: o frio com compressor não congela só a comida, mas também o tempo!

Pode se dizer que isso é o mesmo que criogenia e hibernação, mas não é! A comida lá dentro está em eterno processo de apodrecimento, afinal, sua existência inevitavelmente tende a isso. O que ninguém faz é pensar nas implicações metafísicas disso: em todo esse tempo, toda essa comida, parada e, de alguma forma, viajada no tempo.

Começo a pensar o que aconteceria se metesse um ser vivo lá dentro. Os fungos não aparecem ali porque morrem ou por outro motivo mais perturbador que a própria morte? Fica o mistério. Eu só receio que algum espertinho descubra como viajar no tempo e a comida de todos os refrigeradores de repente sumam.

Anúncios

Sobre Sancarmo

Todas essas coisas, por enquanto só amadoramente: tradutor, escritor, roteirista e crítico.

Publicado em 23/01/2016, em Crônica e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: