#INTERNETJUSTA – Um Problema Chamado Anatel

Sem Título-1

Vejam só, eu deveria estar terminando a cobertura da BRING e novamente faço um pequeno recesso, não por motivos pessoais ou falta de comprometimento, mas por ter novamente de levantar a voz contra o serviço de internet, porem com um diferencial. Botemos a Vivo de lado por um tempo, pois hoje o alvo é a Anatel.

Não vou me prolongar explicando como surgiu toda essa treta da #internetjusta. Ao invés disso peço que, caso esteja por fora da situação, acesse o texto previamente publicado sobre o assunto (aqui) ou um vídeo recém publicado no canal que aborda o mesmo de maneira mais pessoal (aqui).

E ainda sobre o vídeo, pois é relevante a todo esse assunto, eu peço desculpas por um equívoco. Jogar um game online não se utiliza de um fluxo de dados tão absurdo quanto eu previa, sendo que games como Fifa beiram na faixa de 70MB a hora.

Mas porque explicar isso agora? Bem, a Anatel, órgão responsável pela regulamentação da internet no Brasil, “escutou” a toda essa onda de vídeos e postagens irritadas com a injustiça proposta pela Vivo e se posicionou, ao menos na visão dos desinformados, como uma espécie de herói.

Ela afirma que as operadoras deverão “esquecer” dessa tal de internet limitada até que seja provido ao consumidor uma maneira de se checar este serviço. Basicamente isso implica na construção de um programa que forneça dados como velocidade de upload, download e principalmente gasto, além de algo que eu estou supondo que seria uma espécie de notificação pôs limite atingido.

Juntando isso a falsa declaração de que eles decidiram que não teria corte, apenas redução, afinal já era algo previsto por lei, e ao período proposto para que providenciem o software, contando 90 dias após a declaração, eu diria que quem deve esquecer somos nós.

Não, eu não estou dando a luta como vencida. Apenas afirmo que nós devemos esquecer dessa mentalidade de que a Anatel é a salvação. Nem ela nem as operadoras estão ligando para o que exigimos e esse período para se fazer o que provavelmente não será feito e apenas uma desculpa para amenizar a situação.

Eles querem que fiquemos calados. Afinal porque jogar a culpa em cima dos gamers? Sim, agora voltemos ao ponto inicial onde mencionei os gastos com jogos online. Aparentemente o presidente da Anatel se mostrou tão inexperiente, diria que até mais, do que eu a respeito do assunto.

Ambos, obviamente, não somos players de MMO ou similares, porem eu posso me justificar por estar apenas dissertando uma opinião até certo ponto pessoal enquanto ele é, ou careceria ser, um profissional da área, o que deveria equivaler a um conhecimento muito mais amplo do que o deste que vos escreve.

Sendo assim para não manchar mais minha reputação, se é que tenho isso, resolvi deixar abaixo alguns vídeos sobre o assunto que considero fundamentais para o entendimento pleno.

UPDATE: 

Aparentemente a Anatel proibiu hoje, dia 22, a redução de velocidade e cobrança de taxas após se atingir o limite. Estarei verificando melhor os dados e peço desculpas por tomar seu tempo com o texto acima. Como passei o dia fora não fiquei sabendo de tal declaração.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 22/04/2016, em Uncategorized e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: