Indie-A-tom: She Wants Me Dead

Devido a exigências do desenvolvedor o review de She Wants me Dead será postado primeiramente aqui no blog, sendo o texto que veem abaixo o roteiro do vídeo sem nenhuma alteração.

O mesmo so será postado no YouTube no fim de semana, podendo ter atrasos. Quanto a entrevista que vim prometendo no twitter, ela deve sair também numa data próxima, porem apesar de completa sou obrigado a deixa-la em segundo plano.

Tendo dito isso, peço que não se voltem contra a empresa, pois eu estou realizando tais mudanças sobe contrato. Apenas esperem e tudo vira em sua devia hora. Aproveitem o review!

shewantsmedead

Eae galera, Zigfrid na área, com mais um indie-a-tom.

Hoje vamos falar de She Wants me Dead, um jogo de plataforma que certamente lhe fara desejar estar morto.

Comecemos pelo gráfico, talvez o maior atrativo do título.

Assim como o já analisado One Upon Light (Spoilers! Eu ia postar esse antes.) este game toma inspiração do clássico indie Limbo, porem vai mais além se ambientando num mundo estilo noir, o que combina tremendamente com a premissa.

1

O termo que acabo de utilizar, Noir, vem do francês, significando literalmente algo como “filme preto”, porem tanto aqui como no cinema ele não é meramente utilizado para obras de tons escuros, e sim para designar um subgênero dos filmes policiais.

Derivado do gênero literário Hardboiled, o Noir partilha de muitas de suas características, sendo focado em ficção criminal a qual enfatiza emoções como terror e apreensão, gerando assim um cenário mais dark.

Nada melhor para ilustrar o conto de um gato que após se cansar de uma vida miserável resolve criar maquinas mortíferas para assim matar seu dono. Um enredo brilhantemente ilustrado tanto pela animação como pelo som presentes do clipe da banda Cazette.

É impossível não escutar essa música várias vezes e chega a dar uma tremida ao escutar o som na primeira fase do jogo, assim criando o clima perfeito. Mas nada disso estaria completo sem uma dificuldade insana, digna de lhe levar ao tumulo junto do protagonista Max.

Sim, não é fácil. Você vai morrer, e de novo, e outra vez, até perder a conta, tendo a sua disposição apenas míseras 5 vidas. Não uma, mas certamente não 7, o deixando em grande desvantagem não fosse os bem colocados checkpoints e a possibilidade de se comprar continues com o dinheiro do jogo.

A cada nova decapitação, queda ou desmembramento o personagem não so volta a vida como recebe uma bonificação, que somando a quantia disponibilizada ao se completar a fase é mais do que suficiente para seguir em frente e terminar o jogo em poucas horas.

2

Isto é, se estiver a pé do desafio. E nem pense em farmar moeda fazendo mortes continuas, pois o jogo so premia aquele que de fato se esforça em seguir em frente, eliminando de cara os fracos e tolos que compraram o game puramente pela estética.

Sim, ele é belo, bem construído, com uma ou outra falha apenas na parte do dirigível, mas não posso recomenda-lo, ao menos a quem não está extremamente acostumado a games de plataforma de precisão.

Agora para aqueles que acham Super Meat Boy moleza, eis o seu jogo. E apesar de curto, tendo eu o finalizado em apenas duas horas, acredito que o produto valha seu preço de lançamento de 15,99.


Por fim, gostaria que me respondessem. Acham que devo postar o roteiro junto do vídeo aqui no blog? Não me refiro especificamente a este jogo, mas sim a tudo que virei a portar no canal, exceto entrevistas.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 02/06/2016, em Indie-A-tom e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: