Suicídio Pensado

suicidio

Vocês já pararam para pensar como é a vida de um ser depressivo movido pela lógica? Parece uma pergunta estranha, mas é assim que me sinto constantemente. Um homem adulto sem emprego, amores ou amizades, e uma urge tremenda de acabar com este sofrimento.

Mas então minha personalidade, INTJ, entra em xeque. Ao me matar a única certeza e de que eu cessaria de existir, me tornando apenas mais um corpo em decomposição. Um cadáver sem alma. Não por ela viajar para o eden ou reencarnar em um pássaro, mas por ser o defunto de homem movido pela lógica a ponto de não se apegar a religiões por não existirem provas.

E isso me torna melhor? De um certo ponto sim por ser realista, não acreditar em tudo que ouço, mas por outro lado o sofrimento e algo muito superior. Queria eu ser ingênuo e acreditar no pós-morte, aceitar entrar num culto, ver a esperança como um objetivo atingido.

Mas enquanto isso me acalmaria, ao mesmo tempo me daria maior liberdade de ação, afinal com deus e nuvens me esperando, qual o problema de fincar uma faca em minha goela ou saltar de um prédio?

Talvez eu não fizesse por ser pecado, por pensar nos familiares, por ter medo não do meu destino mas da consequência que este teria para aqueles poucos próximos a mim. Mas ai, novamente, eu voltaria a ser um ser movido pela lógica. Mais um depressivo, sem saber o que fazer enquanto segue o caminho correto.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 19/09/2016, em Crônica e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Gostei do texto – tenho bipolaridade, depressão e ansiedade, são um combo pra uma pessoa só com 20 anos. Eu te desejo muito joguinhos e amizades com contrastes diferentes dos seus, isso muda o cotidiano de quem pensa em suicídio. Além disso, seria bacana abrir “cartas” no blog de pessoas que sofrem desses males, ou podcast, não sei, é bom falar abertamente sobre isso, traz alívio. Well, não consigo dizer tudo direitinho, mas, é isso.

    Curtir

    • O ponto central do blog e fazer resenhas sobre produtos diversos, logo esse tipo de conteúdo pode não agradar se vier em excesso. Porém, um ou outro post eu acho interessante e até teria vontade de ler. Sendo assim acho que publicar “cartas” viria a ser o mais prático.

      Se tiver interesse de enviar um relato seu, seja algo direto, em prosa ou talvez mascarado em análise de obra se sinta à vontade. Iremos ler, revisar e publicar como post de contribuinte, dando todos os créditos ou se desejado colocando em anônimo.

      Meios de contato estão na página de equipe. Que bom que gostou do texto, e espero que tenha ajudado a você como me ajudou colocar isso no papel.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: