Indie-A-tom: THE VIDEOKID – Paperboy voltou?

THE VIDEOKID foi fornecido ao canal Mangatom pela PixelTrip Studios, uma desenvolvedora britânica que se afirma especialista em indies retro, é não é pra menos. Afinal, o jogo aqui apresentado é uma clara remodelagem do clássico Paperboy, porém não fica apenas nisso.

O gráfico do jogo é uma mistura entre voxel e pixel art, puxando mais para a primeira. Dois estilos que não deveriam se mesclar tão bem, porem que caem como uma luva e se mostram perfeitos para emular o design isométrico do “garoto papel”.

Porem as diferenças aqui são claras. O game apresenta um ambiente colorido e frenético que constantemente homenageia a cultura pop dos anos 80, além de entregar um gameplay mais rápido, fluido e com elementos modernos de endless runners.

Fora o ângulo da câmera a única coisa que remete ao árcade da Atari e o fato de estarmos em constante movimento e arremessando objetos em alvos específicos, aqui substituindo a bicicleta por um skate e os jornais por fitas VHS.

Janelas continuam contabilizando pontos, porem o foco não são as casas, e sim as caixas de correio, o que faz mais sentido… sendo talvez a única coisa em todo o jogo que não é over the top. Digo, cara, você está pulando em bancos e carros para fazer manobras, destruindo propriedade alheia e coletando dinheiro para se fantasiar de personagens icônicos, sem contar as constantes aparições de carros e pedestres que marcaram nossa infância, desde de os caça-fantasmas até He-Man.

Se você vivenciou essa época, me desculpa, mas PUTA MERDA ISSO E DO CARALHO VEI! Você tenta prosseguir não em busca de pontos, mas querendo ver qual vai ser a próxima aparição. Talvez Indiana Jones correndo de uma pedra? Nunca se sabe, e essa é a maravilha do jogo.

Apesar de boa parte do trajeto possuir os mesmos obstáculos, o que ajuda a memorizar alguns caminhos e escolher a melhor rota, boa parte dos objetos em movimento são gerados aleatoriamente, assim aumentando o fator replay e gerando uma maior dificuldade. Tirando um pouco da linearidade do título.

Mas seria tudo isso apenas um caça niqueis movido a nostalgia? Certamente uma pergunta que deve passar pela cabeça de muitos, visto este ser um jogo estilo árcade. Porem fiquem tranquilos, suas fichas estarão a salvo. Não existe pay-to-win, apenas cosméticos, e o gameplay deve agradar tanto os vovôs como os nenéns.

Brincadeiras à parte, se tirarmos os elementos oitentistas temos um runner similar a diversos outros games de celular, sendo o exemplo mais próximo Subway Runner, porem com menos elementos aleatórios, grind similar ao de Olli Olli e grande foco no arremesso de projeteis, assim enquadrando VIDEOKID parcialmente como um schmup. E logico, não podemos esquecer que este apresenta um final, assim excluindo o endless da formula.

Talvez os únicos pontos negativos sejam também as alegorias, pois estas tiram o foco do jogador devido ao seu exagero e as vezes dão spawn numa ordem chata, difícil de passar ou até mesmo impossível em raros casos. Nada que não possa ser remediado prestando um pouco mais de atenção.

No geral THE VIDEOKID é um indie retro feito da maneira correta, trazendo nostalgia em meio a conceitos modernos, assim culminando num produto de alta qualidade, o qual eu obviamente recomendo a preço de lançamento, independente da sua idade.

Ele se encontra disponível para PC por 8,39, praticamente uma pechincha. E para mais informações, como onde comprar, veja a descrição do vídeo.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 07/02/2017, em Indie-A-tom, Uncategorized e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: