Indie-A-tom: The Frostrune – Uma Aventura Nórdica

Jogos que apresentam um contexto histórico e cultural corretos, sem apelar para distorções que os coloque mais favoráveis ao mercado alvo, como se mesclar com outras regiões e mitologias, e algo raro.

Tanto que o único exemplo fiel que me vem à mente e o popular Never Alone, o qual nos presenteou com um conto direto do Alasca, e agora The Frostrune, uma aventura nórdica repleta de puzzles a qual pude experimentar graças a Snow Canon Games, sua distribuidora.

Porém o interessante mesmo fica por conta da Grimnir, a desenvolvedora do jogo. Dedicada 100% a estudar e reproduzir por meio de títulos indies tudo que foi aprendido sobre os povos do norte.

Um ponto fundamental para mencionar nesta análise, pois se um grupo se dedicou tanto a incluir detalhes de maneira perfeccionista a trama e de se esperar que para progredir e entender os acontecimentos que o jogador possua em entendimento previo do apresentado.

Ou seja, é possível encarar Frostrune como o seu típico point and click, onde ao ficar preso basta fazer um backtracking, se utilizar de itens inusitados em pontos chaves até vir o acerto ou recorrer a tabela de dicas, um ponto mais moderno que ajuda muito os desbravadores deste gênero.

Porem se deseja ter uma experiência menos frustrante, rápida e que não humilhe seu ego, é sim necessário que você saiba o básico, podendo ser conhecimento adquirido por outras mídias, desde que remeta um pouco ao original. Não é fundamental de fato que mergulhe em livros ou tenha aulas avançadas, mas sim que entenda o que é apresentado visualmente e por meio de diálogos.

O jogo por si so já é extremamente imersivo, com seus cenários desenhados a mão, menus minimalistas e som ambiente relaxante. Mas esse conhecimento faz prender ainda mais o jogador, tornando a experiência mais completa, e se isso lhe assusta, apenas de uma visita ao site da desenvolvedora para ver o empenho deles ao tornar tudo isso mais acessível.

A devoção pelo tema é tão grande que no site oficial do estúdio, o qual deixarei na descrição, você pode ver artigos sobre o que os inspirou em cada etapa, além de artes conceituais e diversos outros bônus, com destaque para os diversos trailers que servem para detalhar a lore e setar um prequel para o enredo.

Este por vez é focado numa garota de 13 anos que devido a um naufrágio se vê presa sem rumo numa ilha repleta de morte, até entender que é a escolhida de uma antiga profecia a qual fala que somente ela, guiada por espíritos e se utilizando de sua sabedoria nórdica, poderá liberar a região de um terrível mal.

Um conto imersivo, com cenários estonteantes e que ganha o jogador devido aos mitos apresentados e principalmente graças a incrível dublagem e músicas típicas de tirar o folego. Você se sente um viking numa jornada magica, e isso faz toda a diferença.

Logo se você não se incomoda de aprender um pouco ou já tem conhecimento sobre o tema, eu fortemente recomendo o jogo a preço de lançamento, e o mesmo vale para fãs do gênero point and click. Já para o restante, e possível sim aproveitar o título, mas nesse caso o indico com desconto.

Ele se encontra disponível para PC por R$ 19,99 e para IOS e Android por R$ 15,99, onde no último o game curiosamente recebeu um 2 após seu nome, mesmo não existindo outro título similar no mercado. Não sei o porquê disso, mas fica o aviso.

Anúncios

Sobre Zigfrid

Administrador e redator do blog Mangatom. Viciado em games, amante incondicional de quadrinhos e cinéfilo enrustido.

Publicado em 13/03/2017, em Indie-A-tom, Uncategorized e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: