Arquivo da categoria: Resenha

Resenha: Dragon Head

Dragon Head

Esse é um daqueles títulos em que fico realmente sem saber se recomendo ou não, mesmo tendo gostado. Pois a conclusão e as reviravoltas contidas na obra são daquelas que vão cair no gosto de uns e serem odiadas eternamente por outros, fora alguns fatores que simplesmente devem afastar leitores independentemente do entusiasmo. Leia o resto deste post

Resenha: Koe no Katachi (A Voz do Silêncio)

Koe no Katachi

Atenção: Esse texto tem como base a obra completa de 2013, assim se referindo ao ocorrido em 7 volumes.

Quando eu termino de ler algo já busco juntar ideias e ir direto escrever, mesmo que saia algo ruim, apenas para registrar o pensamento e depois reescrever contendo aquilo que achei interessante inicialmente. Mas em raras ocasiões a obra me afeta de alguma forma que me impede de realizar tal ato, seja por me fazer sentir triste, eufórico ou pensativo. E no meio disso temos Koe no Katachi, que me deixou… chateado. (?) Leia o resto deste post

Resenha: Black Paradox

black-paradox

Quando um quadrinho vem descrito como uma série de histórias de temática similar você não duvida que seja uma coletânea, mesmo que os personagens se repitam, ainda mais quando Junji Ito é o nome por trás da obra. Nada impede também que apenas a estética seja similar ou que o principal morra e reviva em cada conto. Leia o resto deste post

Resenha: Hideout – O Ápice da Loucura

hideout
No segundo dia de nosso especial de Halloween damos de cara com o maior de todos os monstros. Inteligente, cruel, vingativo, audaz e o maior vilão de The Walking Dead. Zumbis? Quem disse isso? Falo do ser humano. Leia o resto deste post

Resenha: Ghost in the Shell

ghostintheshell

Leia o resto deste post

Resenha: Haikyuu!

haikyuu Leia o resto deste post

Resenha em Massa: Múltipla Escolha + The Hype

hype Leia o resto deste post

Resenha: Tokyo Ghoul

Tokyo Ghoul

Hoje vamos falar da modinha – Aqui “modinha” sendo empregada como obra extremamente popular – chamada Tokyo Ghoul. Um mangá shounen disfarçado de seinen e com diversas falhas, mas que ainda assim consegue surpreender. Leia o resto deste post

Poste Especial: Melhores de 2015!

melhores de 2015

Mais um ano que se vai, repleto de pontos altos e baixos. Não quero ser pessimista, mas isso é simplesmente a vida. O que nos faz sair da bad e seguir em frente e a maneira como encaramos os acontecimentos passados, seja guardando lembranças positivas dos momentos que tivemos com nossos familiares, desabafando no ombro de um amigo ou, se for do meu time, relembrar as obras que marcaram 2015.

Convido vocês caros leitores a curtirem um texto especial, marcando a chegada de 2016. Sim, o Melhores do Ano, um dos posts mais visitados da história do blog está de volta. Aqui eu e meus colegas nos reunimos, como bons amigos que somos, para indicar a vocês não apenas os melhores lançamentos mas também os títulos que marcaram o ano para nos.

Sem mais delongas, eis nossas escolhas para os melhores de 2015. Leia o resto deste post

Resenha: Aokigahara

aokigahara

Você já ouviu falar de Aokigahara? Espere, antes de responder – mentalmente, já que não te escuto – saiba que estou falando da Floresta do Suicídio, nome popular dado a uma região florestal localizada a noroeste do Monte Fuji. Devido a sua extensão, 34 quilômetros quadrados, e também conhecida como Jukai, ou Mar de Arvores. Uma imensidão de verde que permanece assim sem desbotar o ano todo.

Porque estou falando disso e não vou direto ao enredo? Pois a história não só se passa neste local como tem como grande influência um documentário onde se encontram presentes tais dados, mas cujo o foco e igualmente o suicídio.

Leia o resto deste post