Arquivos do Blog

Indie-A-tom: Darkarta – O Melhor IHOG já feito!

Atenção: O texto presente aqui é um roteiro de gravação, então, apesar de ser perfeitamente possível ver minha opinião através deste, sugiro assistir ao vídeo pois ele possui leves alterações.

Você já ouviu falar de Hidden Object Game? Existem chances de você já ter dado de cara com um ou outro jogo deste gênero, mas conhece-lo a fundo é para poucos, pois é algo voltado a um nicho bem casual. Leia o resto deste post

Anúncios

Indie-A-tom: Grimsfield – Uma Aventura Beatnik!?

Ultimamente me senti insatisfeito com o rumo do universo, literalmente. Vejo as ações de outros indivíduos e desdenho elas ao mesmo tempo que inflo meu ego para momentos depois atacar a mim mesmo e desejar uma morte rápida, uma escapatória, mesmo eu sendo um ser guiado pela lógica que jamais optaria por este caminho. Leia o resto deste post

Indie-A-tom: DreamBreak

Neste vídeo falamos de DreamBreak, um adventure game nos moldes do clássico Another World.

Poste Especial: Melhores de 2015!

melhores de 2015

Mais um ano que se vai, repleto de pontos altos e baixos. Não quero ser pessimista, mas isso é simplesmente a vida. O que nos faz sair da bad e seguir em frente e a maneira como encaramos os acontecimentos passados, seja guardando lembranças positivas dos momentos que tivemos com nossos familiares, desabafando no ombro de um amigo ou, se for do meu time, relembrar as obras que marcaram 2015.

Convido vocês caros leitores a curtirem um texto especial, marcando a chegada de 2016. Sim, o Melhores do Ano, um dos posts mais visitados da história do blog está de volta. Aqui eu e meus colegas nos reunimos, como bons amigos que somos, para indicar a vocês não apenas os melhores lançamentos mas também os títulos que marcaram o ano para nos.

Sem mais delongas, eis nossas escolhas para os melhores de 2015. Leia o resto deste post

Resenha em Massa – Franquia Digimon

digimon

Finalmente! Após incontáveis meses Digimon Tri deu as caras, negando qualquer boato sobre seu cancelamento e surgindo num formato ainda não tocado pela mídia. Nisso convido vocês, caros leitores, a embarcarem numa jornada pelos incontáveis digimundos da franquia, culminando numa rápida análise da nova série. Leia o resto deste post

Indie-a-FREE: Crowtel

crowtel
Crowtel não é realmente grátis, existe a possibilidade de se pagar por ele, a quantia que desejar para ser mais preciso, e apesar de ser uma opção colocar o digito zero eu sugiro que faça um pequeno agrado ao desenvolvedor desse game. Leia o resto deste post

Indie-a-Tom: Dreaming Sarah – Mergulhe no desconhecido

sarah
Quando falamos de Dreaming Sarah a primeira coisa a se dizer é que não busque informações.  Pera lá, isso também não quer dizer que se deva comprar o jogo às cegas, apenas que ele é melhor aproveitado sem entrar a fundo no enredo, ou suposições do que seria um.

Leia o resto deste post

Indie-A-FREE #03 – Serena

serena

Olá novamente a todos. Nesse terceiro post do Indie-A-tom resolvi falar de um jogo grátis muito legal, como podem ver no título. Tirei a ideia de mudar o mesmo por causa do WTFREE do Total Biscuit, apesar que fica mil vezes melhor com o nome da coluna dele XD

Agora vamos deixar essa besteira de lado para “degustarmos” o post =P Leia o resto deste post

Top 50 (Hitsusen)

50hit

Boa tarde! Hitsusen falando!
Meu post de estreia!!! <o/

Quando o Zig chegou me dizendo que ia fazer esse TOP eu pensei ‘Why not?’ e cá estou com o meu próprio TOP50 de anime que curti! Alguns estão na lista pois me diverti horrores assistindo outros por terem prendido minha atenção total, mas no final os títulos escolhidos e suas posições acredito que representam quase que com perfeição o que cada um representou para mim. Bom é isso que tenho para dizer, fiquem agora com meu Super TOP50!!!!

Leia o resto deste post

Top 50 animes (Zigfrid)

50zig

Bem galera, apesar de não parecer, eu já vi muito mais animes do que li mangas, chegando a ultrapassar 300 animes assistidos. Provavelmente essa época que tive de animefag que me fez abandonar os animes e pular de vez para os mangas.

Eu me sobrecarreguei de conteúdo animistico ate dizer chega nos 2 anos que fiquei trancado em casa sem sair. Serio…eu era tipo um hikikomori ultra depressivo pois  sofria bulling dos meus colegas, meus “amigos” e do meu professor, que carinhosamente me xingava de filho da puta e mandava eu me fuder. Amava muito tudo isso ❤

Fora essa época de consumo exagerado que tive, não nego que em parte deixei os animes por causa dos fillers, cortes, mudanças, etc, que quase todos os animes sofrem, e que uma hora ou outra vai fazer você desistir dos animes, acredito eu.

Obviamente não parei 100% de ver animes, outro dia mesmo tava maratonando uns filmes Ghibli. Porem, a quantidade que assisto diminuiu de maratonas exaustantes de 24h para um anime ou outro por ano.

“Porra zig, para de enrolar e fala logo do que e o post”. Eu queria desabafar um pouco, mas borá la. Alienados de plantão, para vocês que não sabem o que e um top, neste post estarei colocando as 50 aberturas dos animes que mais curti assistir.

Apesar de hoje em dia eu ter uma pequena aversão pela mídia, existem muitas obras boas, e obviamente não falo so de coisas antigas, pois o mercado sempre vai se reciclando, e em uma temporada ou outra pode realmente vir a surgir um novo “clássico do futuro”. (ou talvez seja so eu hipando uma merda, igual muitos fazem)

Bem, então abaixo seque a lista dos 50 animes que eu mais curti assistir ate o momento, espero que gostem. Leia o resto deste post