Arquivos do Blog

On the Nanquim: The Goon [NSFW]

thegoon

Leia o resto deste post

Resenha em Massa: 3 Histórias Curtas

3curtas

No mundo dos quadrinhos existem aos montes títulos grandes, colossais, diria que alguns até infinitos, e isso sem contar aqueles que se renovam mudando o time e mantendo a franquia.

Porem com a correria e stress do dia-a-dia nem sempre estamos dispostos a mergulhar fundo em histórias tão densas, logo nada melhor do que aproveitar uns one-shots.

Abaixo você confere 3 rápidas “analises” de obras curtas para passar aquele tempo entre um cafezinho e outro.

Leia o resto deste post

Resenha: Tokyo Ghoul

Tokyo Ghoul

Hoje vamos falar da modinha – Aqui “modinha” sendo empregada como obra extremamente popular – chamada Tokyo Ghoul. Um mangá shounen disfarçado de seinen e com diversas falhas, mas que ainda assim consegue surpreender. Leia o resto deste post

Poste Especial: Melhores de 2015!

melhores de 2015

Mais um ano que se vai, repleto de pontos altos e baixos. Não quero ser pessimista, mas isso é simplesmente a vida. O que nos faz sair da bad e seguir em frente e a maneira como encaramos os acontecimentos passados, seja guardando lembranças positivas dos momentos que tivemos com nossos familiares, desabafando no ombro de um amigo ou, se for do meu time, relembrar as obras que marcaram 2015.

Convido vocês caros leitores a curtirem um texto especial, marcando a chegada de 2016. Sim, o Melhores do Ano, um dos posts mais visitados da história do blog está de volta. Aqui eu e meus colegas nos reunimos, como bons amigos que somos, para indicar a vocês não apenas os melhores lançamentos mas também os títulos que marcaram o ano para nos.

Sem mais delongas, eis nossas escolhas para os melhores de 2015. Leia o resto deste post

On the Screen: Hibike! Euphonium – Curtindo a vida com música.

hibiki
“Você gosta de música?” “Não”. Virou resposta padrão. Conheço bandas e sei algumas letras, mas não sou fanático. Basicamente, eu escuto mas não sei conversar sobre, pior ainda se entrar com detalhes técnicos. Não sei nem dizer o que seria uma partitura, ainda assim me fascino com obras como Beck e Whiplash. Existe algo magico nesses contos de superação.

Leia o resto deste post

On the Nanquim: Supernada

supernada

“Dó pó da terra foste formado e ao pó voltarás”. Nunca fui religioso, considero a doutrina perda de tempo, mas existe uma certa verdade nessa passagem. Viemos do nada e ao nada retornamos. Então porque não afirmarmos que somos Supernada? Seres narcisistas, altamente suscetíveis, de moral deturpada e ações insignificantes. Leia o resto deste post

Resenha: Planetes #DiaDaToalha #OrgulhoNerd

planetes Leia o resto deste post

Resenha: Shimauma [NSFW]

shimauma

OBS: Review com base nos 3 primeiros volumes.

Leia o resto deste post

Resenha em Massa: Franquia Deep Love [NSFW]

deeplove

Assim que criei o “Resenha em Massa” eu fui elogiado, algo que simplesmente não imaginei acontecer, mas realmente as pessoas curtiram a ideia de se fazer textos sobre um apunhado de one-shots.

Infelizmente, essa mesma “inovação” é o que gerou a morte precoce da coluna. Apesar de coletâneas desse tipo serem algo comum é muito difícil separar algum material de qualidade e pior ainda dissecar historias tão curtas em busca de algo relevante.

Anos se passaram desde o último texto é so agora resolvi reviver esse estilo de matéria, porem com mudanças em sua abrangência. A coluna não se concentrara exclusivamente nesses enredos microscópicos, assim eliminando em parte a dificuldade de ser produzida.

A partir de agora os textos serão uma indicação literal do nome “Resenha em Massa”. Basicamente, toda e qualquer obra pode entrar aqui em uma lista com temática especifica, seja coletâneas, tops ou franquia. Não importa.

Tendo isso dito, para a noite de reinauguração escolhi a série Deep Love, de autoria de Yuu Yoshi. São no total cinco mangas adaptados de romances de celular de mesmo nome, todos publicados pela Kodansha e escritos pelo mesmo autor.

Gostaria muito de compará-los com as obras originais, pioneiras dentre os livros para dispositivos moveis, mas infelizmente isso não será possível visto que não achei as mesmas em inglês. Agora sem mais delongas, iniciemos com o primeiro título, Ayu no Monogatari.

Leia o resto deste post

Primeiras Impressões – We Can Never Go Home

wcngh(2) Leia o resto deste post