Arquivos do Blog

Cego de amor

Conforme o rol de experiências a pôr na página termina, esforço-me para imaginar uma cena. As palavras vem difíceis, e mais parece que exponho meu cérebro e o empalo uma espada do que propriamente escrevo.  Leia o resto deste post

Breve aula de literatura

lit

“Este é o momento/ em que os cinco sentidos se rebelam/ eles escapariam de bom grado/ como ratos de um navio que afunda”, são versos do poema Cinco homens do poeta polonês Zbigniew Herbert, que continua:

antes que a bala chegue a seu destino
o olho perceberá o voo do projétil
o ouvido registrará o sussurro afiado

as narinas se encherão de fumaça cáustica
uma pétala de sangue roçará o palato
o toque se contrairá e depois afrouxará
agora jazem no chão
cobertos de sombra até os olhos
o pelotão se afasta
suas abotoaduras
e capacetes de aço
estão mais vivos
que os homens prostrados junto ao muro

E o poema segue por mais versos, mas paro por aqui. Basta “as narinas se encherão de fumaça cáustica” e “uma pétala de sangue roçará o palato”. Sem dúvida é uma aula de ponto de vista sobre como fazer o leitor vivenciar o que o personagem vive; neste caso, o momento em que a arma é disparada, “o momento em que os cinco sentidos se rebelam.”  Leia o resto deste post

Cada um no seu quadrado

quadrado

Cedo ou tarde me confrontam com tal pergunta: “Você é ateu?” Pergunta boba, e esconde um recheio de implicações.  Leia o resto deste post

Resenha: Ghost in the Shell

ghostintheshell

Leia o resto deste post

Primeiras Impressões: Transference

transference Leia o resto deste post

Estamos viciados em narrativas?

narrativas Leia o resto deste post

Primeiras Impressões: The Disciples

the disciples Leia o resto deste post

Dia 06 – Uma história real que você recomendaria para quem so gosta de ler ficção

dia-06 Leia o resto deste post

On the Screen: RWBY

rwby

Leia o resto deste post