Arquivos do Blog

Primeiras Impressões: Super Samurai Rampage – Directional + Attack da morte!

Anúncios

Primeiras Impressões: Burn it Down – Corre mongol! AaAAaAAAaAaaA!

Indie-A-tom: Kung Fury Street Rage – Hype, hype, hype!

Atenção: O texto presente aqui é um roteiro de gravação, então, apesar de ser perfeitamente possível ver minha opinião através deste, sugiro assistir ao vídeo pois ele possui leves alterações.

Se existe algo mais exagerado no mundo dos curtas, eu não sei. Mas tenho certeza de que Kung Fury e um ótimo candidato para melhor comedia nonsense de ação. Um policial fodão combatendo nazis chega nem perto de descrever o quão épico é a porra toda. Leia o resto deste post

Indie-A-tom: Infektor – O pior jogo da minha vida

Indie-A-tom: The Frostrune – Uma Aventura Nórdica

Jogos que apresentam um contexto histórico e cultural corretos, sem apelar para distorções que os coloque mais favoráveis ao mercado alvo, como se mesclar com outras regiões e mitologias, e algo raro. Leia o resto deste post

Indie-A-tom: HoPIKo – Plataforma para speedrunners!

HoPIKo foi fornecido ao canal Mangatom pela Laser Dog Games e tem como base a versão para PC, sendo que este foi originalmente lançado em 2015 para aparelhos moveis e em 2016 para Xbox One e Playstation 4. Leia o resto deste post

Indie-A-tom: That Dragon, Cancer – O Maior de Todos os Vilões

Minha memória mais antiga de quando pequeno sou eu brincando com meu avô de “upa, cavalinho”. Ele era uma pessoa muito importante pra mim e para a minha família, que gostava de desenhos e quadrinhos apesar da idade.

Toda tarde ele ia pro escritório dele e fechava a porta para descansar. Lembro dele assistindo Hanna Barbera e outros do tipo. E eu sempre esperava, até as 3, para poder bater na porta. “Vovô, já pode brincar comigo?”

Já outra de minhas memorias de infância sou eu escondido em baixo da mesa, triste, sem entender a situação após gritar pois pessoas desconhecidas estavam a levar meu avô, e isso bem antes do horário que ele podia sair do quarto. Leia o resto deste post

Os Melhores Jogos Indie de 2016

E ae galera, Zigfrid na área, e dessa vez com o TOP INDIE 2016!

Para muitos o ano se resumiu a tretas políticas, terrorismo, desastres e ser xingado por não passar na escola, o que é muito pior que tudo isso. Brincadeiras à parte, eu sempre detestei essas retrospectivas, que parecem ditar que so acontece merda na vida.

Para mim o ano de 2016 se resumiu a fortalecer vínculo com editoras e autores, poder participar de alguns dos eventos mais legais do país e criar este canal, assim adentrando o mundo dos YouTuber, e mais do que isso, conhecendo títulos independentes fantásticos.

Pois bem, então vamos listar esses jogos, por que não? Leia o resto deste post

Indie-A-tom: Oceanhorn – Clone de Wind Waker?

Neste vídeo falamos de Oceanhorn: Monster of Uncharted Seas, um action RPG nos moldes de Zelda que pode ser melhor descrito como o Wind Waker indie.

Atom Vlog – O maldito sininho e a importância das notificações

Hoje o assunto é sobre uma recente mudança que ocorreu nas notificações do YouTube, ou em outros termos a necessidade de se clicar no sininho.