Arquivos do Blog

On the Nanquim: A Morte do Superman

A Morte do Superman

Quando menores brigamos por tudo, mas quando nerds vamos mais além. É briga de Nintendo contra Sony, de fã de comic com fã de mangá, Marvel vs DC, e assim vai. Se algo se torna popular, essa é uma das tendências, por mais inútil que seja. Queremos mostrar que o que gostamos é o melhor que há. E foi no meio de uma discussão dessas que acabei resolvendo ler A Morte do Superman.

Leia o resto deste post

Resenha: Black Paradox

black-paradox

Quando um quadrinho vem descrito como uma série de histórias de temática similar você não duvida que seja uma coletânea, mesmo que os personagens se repitam, ainda mais quando Junji Ito é o nome por trás da obra. Nada impede também que apenas a estética seja similar ou que o principal morra e reviva em cada conto. Leia o resto deste post

Indie-A-tom: That Dragon, Cancer – O Maior de Todos os Vilões

Minha memória mais antiga de quando pequeno sou eu brincando com meu avô de “upa, cavalinho”. Ele era uma pessoa muito importante pra mim e para a minha família, que gostava de desenhos e quadrinhos apesar da idade.

Toda tarde ele ia pro escritório dele e fechava a porta para descansar. Lembro dele assistindo Hanna Barbera e outros do tipo. E eu sempre esperava, até as 3, para poder bater na porta. “Vovô, já pode brincar comigo?”

Já outra de minhas memorias de infância sou eu escondido em baixo da mesa, triste, sem entender a situação após gritar pois pessoas desconhecidas estavam a levar meu avô, e isso bem antes do horário que ele podia sair do quarto. Leia o resto deste post

Suicídio Pensado

suicidio

Vocês já pararam para pensar como é a vida de um ser depressivo movido pela lógica? Parece uma pergunta estranha, mas é assim que me sinto constantemente. Um homem adulto sem emprego, amores ou amizades, e uma urge tremenda de acabar com este sofrimento.

Leia o resto deste post

Primeiras Impressões: AD After Death

AD

Para você o que seria a pós morte? Um templo no céu? Uma clareira com frutas silvestres? Um calabouço sombrio? Rochas derretidas pelo magma? Seja algo bom ou ruim, existem milhares de visões sobre o que pode vir a ocorrer depois do falecimento, mas a única coisa em comum entre todas estás e que se trata de ficção. Ninguém de fato sabe, e jamais saberá, a resposta para este mistério. Leia o resto deste post

Futuro do presente

futuro
Acabei de matar uma barata. Digo, uma baratinha. Não sinto nenhuma culpa por tê-la matado, nem acho que deveria sentir; ao contrário, sinto que galguei alguma coisa, que não sei bem, de aspecto metafísico ao solapá-la com o chinelo contra o chão. Isto não costuma acontecer a quem está ocupado demais lendo textos de blogs — não digo matar a barata, isso todo mundo faz (é até bom que façam), me refiro ao ato de parar pra pensar na morte de um bicho como uma barata e o que ela pode representar. Leia o resto deste post

Obrigado por tudo, Satoru Iwata.

iwata

Desenho criado por mim. Uma pequena homenagem a um grande homem. http://zigfrid-ag-forever.deviantart.com/

Leia o resto deste post

On The Nanquim: Três Sombras

Três Sombras Leia o resto deste post

Primeiras impressões: Pretty Deadly

Pretty Deadly

Resenha com base no volume 1. Leia o resto deste post