Arquivos do Blog

Primeiras Impressões: The Forevers

forevers

Um grupo de pessoas se reúne a noite e ateiam fogo numa vasta planície, a qual ganha um serpenteado de cor purpura incandescente e fosforo branco. Sete pessoas, um começo, um mistério.

Leia o resto deste post

Anúncios

Resenha em Massa: 3 Obras da Black Mask

BM

“O que caralhos devo analisar aqui?”

Antes de confirmar com Matthew Rosenberg de que eu iria escrever sobre We Can Never Go Home, muito antes de acompanhar projetos fantásticos como The Disciple, Toe Tag Riot ou Transference, veio Ballistic. Leia o resto deste post