Arquivos do Blog

Ser justo não é saudável

justo

É foda, viu? Que que é foda? Não é foda de bom, de maneiro, é foda porque me fode no sentido negativo da palavra. É foda que eu não seja foda o suficiente — agora no sentido positivo — para escrever e criar simpatia ou empatia. É foda, viu? Vir aqui todo sábado como um trabalho não remunerado dizer nada com nada a fugir do formato de diário e não alcançar uma poesiazinha da vida, nenhuma verdade cabal escondida lá na física do cotidiano, no rosto das pessoas, nas narrativas de nossas vidas… E ainda me vêm e falam que a crônica pode ser tudo, porque qualquer coisa é crônica, e graças a Deus que elas sejam; se uma pedra pudesse falar comigo sabendo que a pus num texto talvez agradecesse “Obrigado por ter feito de mim uma crônica”.

Leia o resto deste post

Indie-A-tom: Grimsfield – Uma Aventura Beatnik!?

Ultimamente me senti insatisfeito com o rumo do universo, literalmente. Vejo as ações de outros indivíduos e desdenho elas ao mesmo tempo que inflo meu ego para momentos depois atacar a mim mesmo e desejar uma morte rápida, uma escapatória, mesmo eu sendo um ser guiado pela lógica que jamais optaria por este caminho. Leia o resto deste post

Picnik e Quadrinhos

picnik

Quem olha esse título no mínimo fica curioso, ainda mais se não for de Brasília é entorno, e logo começa a imaginar coisas como uma toalha estirada na grama, uma cesta de guloseimas e uma pilha de HQs para passar o dia na natureza sem deixar de lado o hobby.

Algo que sem dúvida é atrativo, e que um dia tenho de me pôr a experimentar, mas passa longe do real tema deste texto. Existe sim um amplo local aberto, e se quiser pode levar comida e se aconchegar na grama, apesar de ser preferível conhecer os diversos food trucks do evento e com certeza você não terá paz e sossego para ler ao som da música que contagia o festival. Leia o resto deste post