Arquivos do Blog

On the Nanquim: Supermam: As 4 Estações – O Slice of Life do homem de aço

Inicialmente eu não era fã do Superman. Um herói cheio de poderes, praticamente invencível. Parecia ser uma leitura sem proposito, com final fixo. Ele sempre vence. Por mais que esse seja o padrão de milhares de outras histórias, de outros personagens. O famoso clichê. Eu olhava aquilo e não acreditava no potencial. Igual a Lois Lane descreve seus primeiros encontros com o homem de aço em Superman: As Quatro Estações (For All Seassons).

E esse talvez seja o ponto mais legal da obra. Esse é um HQ do Superman, obvio, mais é muito mais sobre Clark Kent. O menino da fazenda de Smallville. Narrado por aqueles mais próximos do herói, assim demonstrando de forma fantástica o lado humano do homem mais poderoso da terra.

Tal qual o nome 4 estações, o quadrinho separa seus capítulos pelas mesmas. Tudo começa na primavera, com Jonathan Kent, o pai de Clark, narrando o enredo. Mostrando uma história onde o superman ainda não existe. É o começo de tudo, de maneira bem crível, sobre um jovem descobrindo seus poderes e decidindo seu destino. So que visto pelos olhos de um pai apreensivo, que enxerga o super somente como seu garoto que está em mais uma fase da vida.

Nos demais capítulos, ou estações se preferir, temos alguns saltos no tempo para mostrar momentos chaves da vida do herói, cada um com um propósito de mostrar o fantástico e trazer isso a terra, humanizar o personagem. Tanto que por mais que tenhamos o homem de aço fazendo atos incríveis, como parar um trem ou apagar incêndios, o quadrinho seque com um teor mais de slice of life com uma bela pitada de drama. E isso é super gostoso de ler.

Cada um desses capítulos também é narrado por outro personagem. Começamos com Jonathan, e vamos a Lois Lane escrevendo um artigo emotivo, e disso vai direto pra Lex Luthor e suas tramoias, terminando com Lana Lang, a amiga de infância, e eventualmente temos os pensamentos do próprio Clark, terminando com um monologo de um coadjuvante que não vou mentir, e de bater palmas. E tudo perfeito, muito bem encaixado, e por mais que cada capítulo, cada estação, funcione de forma individual como leitura, o correto e certamente apreciar essas ligações e enxergar cada vez mais o super como mundano.

O meu favorito pessoal é o Outono, o capítulo 3. Você não dá nada pro Lex Luthor quando e a narração da Lois, talvez por ela o enxergar assim. Mas quando e a vez dele narrar, ai nos aprofundamos mais do passado do personagem e entramos um pouco na sua mente. Tudo isso culminando num momento extremamente desumano. É dialogo atrás de diálogo de tirar o folego. Algo que, ao menos para mim, joga esse Lex lá no topo, como uma das versões mais bem escritas e assustadoras do personagem.

E é isso. Um texto curto, eu sei. Mas acredito que não precise dizer mais que isso sobre As 4 Estações. Os personagens são muito bem escritos, os diálogos arrasam e a arte cai como uma luva, elevando cada momento.

Eu amo como como o talento artístico de Tim Sale (Batman: O Longo Dia das Bruxas, Mulher-Gato. Cidade Eterna) e Bjarne Hansen (B.P.R.D., Starman) se combinam criando belos por-do-sol e riscos de velocidade. E elogios, como deu para se ver, não me faltam para o roteiro de Jeph Loeb (Batman: O Longo Dia das Bruxas, Smallville). Se você ainda não leu esse quadrinho, vá atrás. Pois é um deleite para qualquer fã do super e uma das obras mais fantásticas de heróis que eu pude ler.

Super BSBros: Alien VS Predator (Arcade) – Parte 4 [FINAL]

SuperBSBros de Alien VS Predator chega finalmente ao fim! Confiram os minutos finais do gameplay deste clássico dos árcades, assistindo Zigfrid (Raphael Gama) e Golden Silver (Francisco Ramos) dando aquela surra em soldados e aliens!

Retro Bits #01 – The mysterious Murasame Castle

Nesse vídeo apresentamos o game The mysterious Murasame Castle (謎の村雨城 Nazo no Murasame Jō). Um clássico do NES que marcou o Japão nos anos 80 como um dos exclusivos do Famicon Disk System.

E apesar de ser dito como um clássico na terra do anime, o game so foi trazido ao ocidente 2014, para o Virtual Console do 3DS. Porem Takamaru, o jovem samurai que estrela o título, não é desconhecido do grande público, e vem colecionando aparições em diversos jogos.

Alguns dos games em que Takamaru marca presença são a franquia Super Smash Bros, Nintendo Land, Captain Rainbow, Rhythm Heaven, franquia Wario Ware e Samurai Warriors 3.

Resenha: Gamma – E o porquê fanservice nem sempre é a escolha certa

gamma

Esse review foi solicitado por shoucobo, um dos membros do nosso grupo no Discord. Segue a gente lá também! LINK: https://discord.gg/pr2Uhu

No início Gamma me deixou com uma pulga atrás da orelha. Eu não sabia se lia, se não lia. Pois veja bem, por mais que seja indicação de alguém, e por mais que eu deva respeitar tal indicação por ter solicitado ela, o mangá tem um traço que não me agrada muito, além de gêneros que eu não tenho o costume de ler, e existe fanservice na obra, algo pelo qual eu tomei um certo desgosto com o passar dos anos. Fora ter poucos volumes e cara de cancelamento. Leia o resto deste post

Super BSBros: Alien VS Predator (Arcade) – Parte 1

Alien e Predador são famosos no cinema, mas você conhecia esse clássico dos arcades? Confiram nesse episódio Zigfrid (Raphael Gama) e Golden Silver (Francisco Ramos) relembrando de um jogo que marcou a infância de ambos! F*UK! It’s time to hunt!

Especial: Fazer o review de um jogo metroidvania é complicado

metroidvania

Normalmente quando eu encaro a ideia de analisar um jogo eu gravo entre os 30 minutos iniciais a 2 horas de gameplay. Pois normalmente o que eu pretendo falar em vídeo está presente nessa fração de tempo, uma vez que reviews de 3 a 10 minutos nem se comparam em tamanho. Leia o resto deste post

Super BSBros: Lethal League + Brawlhalla

De uns tempos para cá ando meio longe do Mangatom, mas não é por isso que deixei de produzir. Tanto que tirei 1 mês inteiro para organizar as coisas e deixar conteúdo pronto em prol de evitar atrasos.

Ao mesmo tempo eu venho postando durante todo mês de Julho no canal de games, agora renomeado Indie-A-tom, um novo quadro de gameplay chamado Super BSBros. Porem com tanta coisa junta acabei esquecendo de avisar esses detalhes aqui no blog, o que deveria ter sido prioridade desde o começo.

Sendo assim para evitar flood, abaixo você pode conferir os três primeiros episódios do Super BSBros. Aproveite e comente o que achou, deixe o seu like, compartilhe e todo o resto que vocês tão cansados de ouvir.

Conheça a JUMP – Parte 4: Ittle Dew, The End is Nigh e Stunt Runner

Quarto vídeo da série sobre a plataforma Jump, uma espécie de Netflix onde pagando por mês você tem acesso a mais de 70 títulos indie. Neste falamos sobre 3 jogos, Ittle Dew, The End is Nigh e Stunt Runner.

Primeiras Impressões: Super Samurai Rampage – Directional + Attack da morte!

On the Nanquim: A Morte do Superman

A Morte do Superman

Quando menores brigamos por tudo, mas quando nerds vamos mais além. É briga de Nintendo contra Sony, de fã de comic com fã de mangá, Marvel vs DC, e assim vai. Se algo se torna popular, essa é uma das tendências, por mais inútil que seja. Queremos mostrar que o que gostamos é o melhor que há. E foi no meio de uma discussão dessas que acabei resolvendo ler A Morte do Superman.

Leia o resto deste post