Arquivos do Blog

Vlog: Tenho um quote atrás de um quadrinho! Conheça Tê Rex.

Nesse vídeo você confere o quadrinho que eu tenho um quote atrás! Sim, uma frase minha de um texto de review saiu numa publicação brasileira. Não tenho nem palavras pra descrever!

Nesse vídeo você confere o quadrinho que eu tenho um quote atrás! Sim, uma frase minha de um texto de review saiu numa publicação brasileira. Não tenho nem palavras pra descrever tal emoção!

➔COMPRANDO NA AMAZON VOCÊ AJUDA O CANAL
https://amzn.to/2HyGUy1
➔COMPRANDO NA AVEC VOCÊ AJUDA Os AUTORES
https://www.avecstore.com.br/te-rex-spoilerfobia

➔CONFIRA O QUE FOI MENCIONADOS NO VÍDEO
Blog da Tê Rex: http://te-rexhq.blogspot.com/
Review do Mangatom: https://mangatom.wordpress.com/2018/04/15/on-the-nanquim-te-rex/
Texto do Nerd Geek Feelings https://nerdgeekfeelings.com/quadrinhos-te-rex-uma-aventura-nerd-pre-historica/
Gibiteria Diagonal – Infelizmente a loja fechou =/

❖CONHEÇA MEUS OUTROS PROJETOS❖
Manga, HQ E Anime: https://mangatom.wordpress.com/
Anime: https://www.youtube.com/channel/UCKtm7WDASDrh9abazcHS9kg

★↓ME SIGA NAS REDES↓★
Twitter: https://twitter.com/BlogMangatom
Facebook: https://www.facebook.com/blogmangatom/
Steam: https://steamcommunity.com/groups/mangatom
Discord: https://discord.gg/FCfeV9R
Anilist: https://anilist.co/user/ZigfridTrinisete/
MAL: https://myanimelist.net/profile/Mangatom

♫ MÚSICA
Jurassic World (PUNYASO Remix)
https://www.youtube.com/watch?v=88GHseY1O8A

✉ QUER ENTRAR EM CONTATO?
blogmangatom@gmail.com

Anúncios

Vou voltar a escrever sobre animações

Review de anime no YouTube não rola.


Alguns dos vídeos publicados no Nanquim Animado

Então, eu já avisei no Twitter, mas deixando claro a todos, eu resolvi desistir do Nanquim Animado. Para quem estava por fora, o NaAn, como gosto de chamar, era um canal focado em animes que eu criei esse ano. E no começo foi tudo às mil maravilhas. Eu acho que daria certo, não nego. Mas por mais que eu fosse elogiado ou recebesse um “sempre fui fã” eu não sabia como escapar dos flags e strikes.

Colocando em contexto, quando se faz o upload de um vídeo ao YouTube, a plataforma analisa o seu vídeo para ver se está de acordo com as regras. Simultaneamente bots analisam o vídeo em busca de conteúdo que possa ferir direitos autorais. Coisas como anime, música, e até imagens ou logomarcas podem ferir esses direitos. E uma vez detectado você pode receber um flag ou um strike, dependendo da gravidade.

O flag pode gerar diversas repercussões. Pode proibir o vídeo de ser exibido em certos países, pode reivindicar a monetização, assim pegando todo o dinheiro de dito vídeo, pode remover o áudio por completo, e assim vai. Já o strike remove o vídeo por completo e fica marcado na sua conta. Três strikes e o seu canal inteiro e removido do YouTube.

Como enganar um bot. A ultima solução?

Renderização 3D de um robô tentando solucionar um cubo de madeira

Nos últimos meses, mais precisamente desde Julho, eu venho tentando criar conteúdo pro NaAn. Sakura, Violet Evergarden, Batman, Capitão Cueca, etc. Eu tentei fazer review de tudo que você possa imaginar, mas sempre vinha o maldito flag. Mais precisamente dois. Proibida a exibição e monetização reivindicada. Mas enfim, existem maneiras de passar disso.

A mais conhecida e você contestar o que foi marcado pelo bot com seus próprios argumentos, e por mais que eu saiba como funciona as leis de direitos autorais brasileira e americana, além de regulamentos do próprio YouTube, a minha resposta era sempre negada, digamos. Então sobrava tentar se utilizar de métodos menos ortodoxos.  

Para enganar o bot você pode diminuir o vídeo, espelhar, mudar o tempo, fazer cortes, etc. Eu tentei de tudo até que so me sobrou coisas como deixar o vídeo muito torto ou simplesmente gravar estilo vlog sem algo para ilustrar, e eu realmente não to afim de fazer isso ou buscar mais soluções. Muito menos descartar todo o trabalho que eu fiz e pular para o próximo vídeo. É algo muito frustrante isso.

O blog se chama M A N G A tom, não YouTube.

Algumas das resenhas de mangás que publicamos ao longo dos anos.

Simultâneo a essa minha tentativa falha de virar “influencer de anime” eu vinha tacando para a frente, diria que até nas coxas, o meu canal de jogos indie, o Indie-A-tom. Aos poucos eu consegui recuperar o ritmo, e passei a investir mais em games retro e green content, como é o caso dos vídeos de top.

Porem como vocês devem ter notado isso criou um novo problema. O blog aqui, o Mangatom, virou a casa da mãe joana. Tem de tudo nessa joça, menos conteúdo otaku. No blog chamado M A N G A tom. Onde já se viu isso né? Perdeu-se a identidade do site por completo. Isso pois eu vinha me focando em 3 canais, se contar o canal para o qual trabalho IRL. E sendo um destes um local praticamente inativo.

Ai no final de outubro eu resolvi acabar com essa ideia de vídeo de anime ao mesmo tempo que resolvi me focar mais em leituras de mangás usando do tempo que eu gastava em vão com o NaAn. So que eu to trabalhando, o Indie-A-tom ainda dá um trabalho do caramba e querendo ou não muitos dos mangás bons tem volumes a rodo e eu sou um cara que lê bem devagar.

Porem anime, ou melhor, não so anime, como desenhos e filmes. Seja animação americana, live action ou simplesmente coisa de weebo. São bem mais fáceis de acompanhar e de se chegar ao final, já dando margem para um bom review. Fora ser um conteúdo bem mais popular que mangá.

Eu não vou desistir de escrever sobre mangás. Hello, M A N G A tom. Mas fazer reviews de animes e todo esse resto ae me dá tempo de focar em ler com calma as obras que eu realmente quero trazer para o blog. E é pensando assim que eu oficialmente retomo o quadro On the Screen.

Espero que estejam tão ansiosos quanto eu, e espero que finalmente de certo essa bagaça. Eu mesmo já cansei de ver apenas vídeo embutido na página inicial. Da um nervoso viu.

Alguns dos poucos reviews de anime resenhados no blog

Retro Bits: Bomberman Quest (GBC)

Nesse vídeo apresentamos o game Bomberman Quest, um dos muitos clones de Zelda criados pela Hudson Soft, porem aqui com seu mais icônico personagem no papel principal. O inconfundível Bomberman!.

Indie-A-tom: Fluffy Horde – RTS com coelhos assassinos!

Nesse vídeo você confere o review de Fluffy Horde, um jogo de estratégia em tempo real onde você deve defender moinhos, princesas e vacas de uma horda de coelhos assassinos que se multiplicam mais rápido que zumbis! Vai encarar esse desafio?

Retro Bits: Bomb Jack (GB)

Nesse vídeo apresentamos o game Bomb Jack de GB, de 1992. Um port de um clássico dos árcades de 84, onde você guia um herói que deve coletar bombas enquanto desvia de dinossauros, aliens e criaturas marinhas. Uma espécie de mistura entre Pac-Man e Qix.

Retro Bits: Vigilance (PC)

Nesse vídeo apresentamos o game Vigilance de PC, de 1998. Um jogo de tiro em terceira pessoa que se assemelha bastante a 007 GondenEye, mas que ao mesmo tempo apresenta elementos novos, como o fato de ter diversos operativos que podem de fato morrer.

Atom 5: Os melhor jogos indie estilo Zelda!

Nesse vídeo separamos para você 5 jogos indie no estilo Zelda! São action adventures cheios de puzzles, inimigos interessantes, ótimos chefes e aquele gostinho de Hyrule.

Indie-A-tom: Flywrench – Minimalista e Frenético!

Nesse vídeo você confere o review de Flywrench, um jogo de plataforma de precisão com foco na gravidade que simula um objeto com habilidade de voar, o qual deve atravessar cenários minimalistas feitos de traços de forma rápida e frenética!

Super BSBros: Alien VS Predator (Arcade) – Parte 4 [FINAL]

SuperBSBros de Alien VS Predator chega finalmente ao fim! Confiram os minutos finais do gameplay deste clássico dos árcades, assistindo Zigfrid (Raphael Gama) e Golden Silver (Francisco Ramos) dando aquela surra em soldados e aliens!

Retro Bits #01 – The mysterious Murasame Castle

Nesse vídeo apresentamos o game The mysterious Murasame Castle (謎の村雨城 Nazo no Murasame Jō). Um clássico do NES que marcou o Japão nos anos 80 como um dos exclusivos do Famicon Disk System.

E apesar de ser dito como um clássico na terra do anime, o game so foi trazido ao ocidente 2014, para o Virtual Console do 3DS. Porem Takamaru, o jovem samurai que estrela o título, não é desconhecido do grande público, e vem colecionando aparições em diversos jogos.

Alguns dos games em que Takamaru marca presença são a franquia Super Smash Bros, Nintendo Land, Captain Rainbow, Rhythm Heaven, franquia Wario Ware e Samurai Warriors 3.